noticias_banner

Notícias Imprensa e Média

Centro Comum de Vistos capacita autoridades cabo-verdianas sobre fraude documental

0 Comentários
2630
30 Jun 2015

Cidade da Praia, 29 Jun (Inforpress) – Especialistas portugueses sobre fraude documental orientam na Cidade da Praia hoje e terça-feira, a IVª acção de formação sobre este fenómeno na área dos vistos, uma iniciativa do Centro Comum de Vistos (CCV) destinada às autoridades cabo-verdianas.

O director do CCV, João Mendes considera tratar-se de um fenómeno sempre associado à área consular, com vista a obtenção de vistos e que Cabo Verde não foge à regra em relação ao registado em outros países, mas que terá de ser devidamente analisado pelas “autoridades competentes” neste curso.

De acordo com João Mendes pretende-se com esta acção de formação aprofundar a boa relação existente entre o CCV e as autoridades cabo-verdianas, bem como continuar a capacitar as diferentes entidades e organismos de Cabo Verde na área da detecção e combate à fraude documental.

No cômputo geral, João Mendes afirma que o CCV tem estado a sentir uma maior sensibilidade para esta questão da fraude documental pela parte das autoridades cabo-verdianas, alegando que trocas de experiências têm permitido conhecer melhor e com mais profundidade este fenómeno.

“Estamos satisfeitos com a realização destes cursos porque permitem às autoridades cabo-verdianas terem acesso a um conjunto de informações que são partilhadas entre especialistas que vêm de Portugal e a actividade desenvolvida pelo CCV e também a própria experiência das autoridades cabo-verdianas”, atesta João Mendes.

Indicou, por outro lado, que o CCV não tem competências policiais em matéria de fraude, mas que a instituição tem o dever de reportar às autoridades competentes, seja a Polícia Nacional, seja a Polícia Judiciária e que seja convenientes que forças policiais de Cabo Verde estejam atentas a este fenómeno.

Para além dos elementos da Polícia Nacional e Polícia Judiciária, Cabo Verde está representado ainda nesta formação pela Direcção-Geral das Comunidades e da Emigração, bem como companhias aéreas.

A decorrer nas instalações do Centro Cultural Português, o curso prevê a utilização do laboratório de análise documental instalado no CCV, e será ministrado por três peritos portugueses provenientes da Direcção de Serviços de Vistos e de Circulação de Pessoas do Ministério dos Negócios Estrangeiros, do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) do Ministério da Administração Interna e da Comissão Nacional de Protecção de Dados (CNPD).

SR/FP

Inforpress/Fim

0.0
Última Modificação: Terça 18 Abril 2017 02:41
Artigos Relacionados: Emissão de vistos para a Estónia Visita do Primeiro-Ministro de Portugal ao Centro Comum de Vistos CCV - Centro Comum de Vistos representa a Suíça IV Ação de Formação sobre Fraude Documental CCV satisfaz 80 porcento de pedidos de vistos para países membros da UE O Centro Comum de Vistos de Cabo Verde é a "face visível" da parceria para a mobilide Alargamento do Centro Comum de Vistos de Cabo Verde CCV quer diminuir emigração ilegal com facilitação de vistos Governo de Cabo Verde elogia trabalho do Centro Comum de Vistos
união europeia fraude documental ação formação

Feed Notícias de Portugal

SSL Certificates